União ou Unidade?

Já a algum tempo venho meditando sobre a diferença entre esses dois conceitos e por isso, resolvi escrever aqui.

De acordo com o dicionário, a palavra união (do latim unio) é o ato ou efeito de unir; agrupamento; associação; ligação. Já a palavra unidade (do latim unitas) significa uniformidade, coerência, característica do que forma um todo orgânico. Ainda que sejam substantivos parecidos em seus significados, na prática não os vejo desse modo. Daí você pergunta: Como assim?

Olha, um saco de batatas mostra que todas as batatas estão juntas no mesmo lugar. Podemos dizer então, que ali há união. Porém, quando essas mesmas batatas vão pra panela juntas e se tornam um purê, já não estão mais unidas e sim, em unidade. Cada uma delas “abriu mão” de ser uma batata solta no prato de alguém, para se tornar parte de uma finalidade única. 

A união é temporária, pois as mesmas pessoas que um dia se juntaram, em outro podem se espalhar. A unidade e seus efeitos são para sempre. Nela as pessoas abrem mão do seu ego para caminharem em uniformidade de propósito. Se tornam umas pelas outras. 

A união é o ajuntamento. A unidade vai além: é estar em um constante processo de renúncia do eu, na busca pelo mesmo objetivo. O próprio Jesus tinha unidade com o Pai e seus 11 discípulos. O traidor Judas, não teve essa mesma unidade. Ele teve união com todos, mas focou nos seus próprios interesses e não entendeu o propósito maior de caminhar com o Mestre.

Alguns dias atrás, estava estudando a história da expansão marítima portuguesa com a minha filha caçula. Fiquei bem impressionada com o que li, pois entendi como tudo começou. No século XV, Portugal passava por um período de crise econômica e precisava melhorar as condições de vida de seus habitantes. Foi quando “D. João I decidiu avançar para resolver os problemas do reino e para mostrar o seu poder aos outros reinos”(GAGO, Marília; MARINHO, Paulo, Era uma vez…5, Raiz Editora, 2020)

Todavia, pra que a expansão marítima trouxesse resultados, foi imprescindível haver o mesmo interesse da parte de todos os portugueses: Coroa, clero, nobreza, burguesia e o povo. 

Foto by KATI DAWSON

A unidade de pensamento e propósito deles, trouxe força para que os descobrimentos além mar fossem bem sucedidos. Não vou discutir aqui a parte da colonização de exploração que fizeram no novo mundo. Quero me ater ao fato de que esse povo foi pioneiro nas grandes navegações, desenvolvendo excelentes técnicas e instrumentos náuticos bem como a construção das caravelas. Ah como é bom perceber, que aonde existe unidade, existe conexão e transformação.

E você, vive em união ou em unidade?

Publicado por katidawson

Esposa de David, mãe da Emily, Gabriel e Laura. Falo sobre lifestyle e desafios de um casamento transcultural e uma família internacional.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: