Você tem medo de quebrar regras?

Na minha mente, o Cristianismo não é uma religião, mas um lifestyle de amor, perdão e graça. E mesmo que não se resuma somente a esses princípios, os mesmos devem estar em evidência naqueles que seguem a Cristo. A partir do momento em que regras e leis criadas por homens falam mais alto que o amor de Jesus por vidas, tem algo errado aí. 

Escrevo a respeito disso, por perceber como muitas igrejas e ministérios ainda possuem liturgias e regras para manter a ordem do espaço físico e/ou estrutura do culto. Não sou contra isso! Eu mesma trabalhei por mais de 15 anos nesse contexto e sei como funciona na prática. Mas o que ainda se vê muito no meio cristão, são líderes impondo determinações que não podem ser quebradas em favor de princípios e valores que o próprio Jesus deixou como exemplo. E sim, concorde você ou não, o filho de Deus não teve problema em quebrar regras e paradigmas. Ele curou no sábado e isso foi um escândalo para os judeus. Também interagiu com mulheres e prostitutas, além de comer com publicanos e pecadores, violando assim, as tradições culturais da época.

Jesus enxergava indivíduos e por isso teve compaixão das pessoas. Podemos ver o modelo de vida que Ele estabeleceu, do qual Paulo fala em Romanos 12:2 (Passion Translation) “Stop imitating the ideals and opinions of the culture around you, but be inwardly transformed by the Holy Spirit through a total reformation of how you think. This will empower you to discern God’s will as you live a beautiful life, satisfying and perfect in his eyes.”

“Parem de imitar os ideais e as opiniões da cultura ao seu redor, mas sejam transformados interiormente pelo Espírito Santo através de uma renovação completa da sua mente. Isso lhes permitirá discernir a vontade de Deus enquanto vivem uma vida linda, satisfeita e perfeita aos olhos Dele”. (tradução minha)

A referência deixada pra nós por Cristo, diz respeito à cultura do reino de Deus. Quando nos submetemos à cultura do mundo – mesmo em contextos cristãos – nos adequamos a ela e deixamos de imitar o coração de Jesus. A cultura da igreja ou instituição cristã, nunca deve ser maior do que a cultura do Reino. Regras podem ser quebradas sim, princípios do Criador; jamais!

Então porque não deixamos o próprio amor de Jesus – que nos alcançou de maneira tão maravilhosa – incluir os outros mesmo quando isso significar a quebra de uma regra? O que vale mais pra você, manter a “norma” ou agir como Jesus faria? 

Publicado por katidawson

Esposa de David, mãe da Emily, Gabriel e Laura. Falo sobre lifestyle e desafios de um casamento transcultural e uma família internacional.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: